quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Más impressões...

A simples publicação não seria grave se indicada a fonte da imagem que é algo diverso do seu autor. O facto de não se saber a autoria da fotografia não a coloca em domínio público. O positivo é propriedade de alguém e o proprietário deve ser referido em todas as publicações. Aliás, cabe ao proprietário do suporte físico da imagem pronunciar-se sobre a sua publicação.
O autor do blogue Monumentos Desaparecidos, o sr. Alexandre Silva, invoca a ideia de cliché de autor desconhecido para se apropriar da imagem, mas esta foi apropriada por alguém que a pôs a circular pela rede sem qualquer indicação do lugar de onde a extraiu - que foi exactamente aqui no blogue História de Cinfães. Infelizmente houve um breve período de tempo em que a imagem foi apresentada em-linha sem marca de água - tal qual se apresenta hoje. 
Mas é fácil provar a posse do positivo, através da indicação das dimensões do suporte e da captura de imagens do positivo (nomeadamente o verso) a que mais ninguém terá acesso se não o proprietário, como se depreende pelos registos abaixo:







Digitalização de positivo fotográfico
Não datado
S/ indicação de autoria
8,5x14,1 cm
Colecção de Nuno Resende

Speech by ReadSpeaker